A fotografia esportiva chama bastante atenção porque ela é capaz de congelar um movimento muito rápido ou, ao contrário, dar a sensação de deslocamento para quem vê a foto.

Quem nunca se impressionou com a imagem nítida de um nadador disputando uma prova ou com uma foto que transmite o movimento de uma corrida da Fórmula 1? Com um pouco de treino e esforço, um profissional que não atua nessa área da fotografia também conseguirá criar imagens incríveis de esportes.

Por isso, selecionamos 10 dicas para você aprender a fazer fotografias de esportes e obter ótimas cenas de campeonatos esportivos.

1. Tenha uma lente teleobjetiva

Para fazer fotos de grandes competições de esporte é necessário investir em uma lente teleobjetiva, porque muitas vezes você estará longe de onde acontece a ação. Esse tipo de lente permite que o profissional capture expressões e movimentos mesmo a uma certa distância, por causa de sua milimetragem.

O ideal é ter uma teleobjetiva que tenha a distância focal de, pelo menos, 200mm. Há peças com zoom maiores, como 300-600mm, porém elas são mais caras e mais pesadas. Além disso, elas são mais úteis em esportes como a Fórmula 1, que são motorizados.

Se esse não for o tipo de evento que você vai cobrir, não é preciso ter uma dessas. A lente de 200mm já é o suficiente, principalmente para quem está começando.

2. Preocupe-se com a luz

Essa é uma das dicas mais importantes desta lista. Quanto mais luz, maiores são as chances de você congelar uma imagem. Então, o fotógrafo que tem esse objetivo deve prestar muita atenção na luz do ambiente.

É complicado controlar a luminosidade de um estádio, por exemplo. Contudo, é possível estudar o lugar e as variações da luz para usá-la a seu favor. Por isso, faça testes antes de o evento começar e descubra em qual área a iluminação está favorável.

3. Utilize altas velocidades na câmera

Fotografia esportiva congelada
Fotografia esportiva congelada

Essa não é uma regra absoluta, porém ela vale para quem quer criar as imagens congeladas. Geralmente, as câmeras precisam de uma velocidade de, no mínimo, 1/100 para provocar esse efeito de maneira nítida na foto.

O indicado para ter um resultado realmente fantástico é acima desse valor, algo como 1/500. Sendo assim, deixe a velocidade entre esses números e foque no que deseja mostrar, como o atleta ou a bola.

4. Acerte o ISO

Para usar uma velocidade alta, é importante elevar o seu ISO também. Quatrocentos ou 800 são o suficiente para trazer luz para a imagem e garantir um bom registro. Não o utilize em um número tão alto, porque ele pode causar ruídos e diminuir a nitidez da fotografia.

Caso a velocidade escolhida seja mais baixa, abaixe o ISO para 100, 200 ou mantenha em 400. O fundamental é observar a velocidade para que o ISO esteja em conformidade com ela.

» Fotometria: Dicas de fotografia para iniciantes

5. Altere o foco de acordo com o seu objetivo

O foco é essencial para entregar uma boa fotografia. Dependendo do seu propósito, você precisa ajeitá-lo de formas diferentes. Se quiser congelar a imagem, aperte o botão do obturador até o meio e depois aperte-o até o final para fazer o registro.

Já na hipótese de desejar seguir um movimento, deve-se colocar o foco automático contínuo (Al servo nas máquinas Canon), pois assim ele permanece no ponto de interesse inicial. Você escolhe onde fixar o foco, aperta o obturador e o mantém dessa maneira até o momento que quiser tirar a fotografia.

6. Use um tripé para fazer fotos de esportes

Nem sempre será viável usar um tripé para fazer fotografia esportiva, dependendo do local que o profissional estará. Mas, se houver espaço para isso, escolha utilizar um para ter mais estabilidade.

Essa dica é bem relevante para conseguir boas imagens feitas com as lentes teleobjetivas e em velocidades baixas, porque quanto maior for a segurança, maior é a probabilidade de ter fotografias de esporte nítidas.

Se não for possível usar um tripé, pense em um monopé, pois ele tem uma mobilidade melhor e também oferece estabilidade para a câmera.

7. Aproveite o disparo contínuo

Uma ferramenta da câmera que auxilia em fotos esportivas é o disparo contínuo, conhecido como modo burst. Essa tática faz com que o aparelho registre diversas fotos enquanto o profissional pressiona o obturador. A maioria das máquinas faz 3 frames por segundo, ou seja, 3 fotos.

Ao usar essa ferramenta, você pode garantir boas imagens de lances importantes. Lembre-se que será necessário esperar um pouco até começar a fotografar de novo, porque as fotografias têm que ser salvas no cartão de memória e os arquivos são pesados.

8. Faça panning na fotografia esportiva

Fotografia esportiva com efeito panning
Foto esportiva com efeito panning

Essa é a técnica utilizada pelos fotógrafos de esportes que desejam transmitir a ideia de movimento na imagem. O fundo, geralmente, fica desfocado e o objeto principal da foto está nítido.

Para alcançar o resultado esperado, é preciso usar uma velocidade baixa e focar no que você quer deixar claro. Como a ferramenta de disparo contínuo faz vários frames por segundo, ela pode lhe ajudar a conseguir um bom panning.

9. Coloque um teleconversor na lente

Durante o dia, você pode pôr um teleconversor na sua lente para que ela tenha um alcance maior. Esse aparelho se encaixa entre a lente e a câmera e aumenta a distância focal, ou seja, a milimetragem. Então, uma lente de 200mm passa a ter 300mm e até 400mm, de acordo com o dispositivo que você escolher.

O teleconversor é uma boa saída para quem precisa desse aumento, porque é mais leve e barato que uma super teleobjetiva. Como foi dito, só tome cuidado e não o use de noite, pois ele é capaz de tirar um ponto de luz seu. Ainda, não se esqueça de comprar um que tenha a marca igual a de seu equipamento para não ter problemas.

10. Prefira fazer imagens em JPEG

Frequentemente, os profissionais fazem fotografia esportiva em JPEG em vez de RAW, já que os arquivos no primeiro formato são mais leves e, portanto, são salvos rapidamente no cartão de memória. As imagens em RAW são pesadas e o fotógrafo tem que esperar mais tempo para recomeçar o trabalho.

Se for um evento de esporte importante e com vários lances significativos para o seu serviço, opte por fazer as fotografias em JPEG para ter mais agilidade. Caso o seu equipamento seja capaz de gravar nos dois formatos ao mesmo tempo, é uma boa alternativa para quem está começando na área.

Fazer boas fotografias esportivas requer testes e até alguns erros no caminho. Se você seguir as dicas dessa lista e praticar bastante, suas chances de obter sucesso no ramo serão bem maiores. Depois de aprender sobre as fotos de esporte, que tal aprender como fazer fotografias ao ar livre?