Quando se vai adquirir a primeira máquina fotográfica profissional, a lente padrão mais conhecida e indicada é a famosa lente 18-55 mm, ideal para quem deseja se aperfeiçoar nessa prática. Existe também a lente de 50 mm, que é uma das mais utilizadas no mercado.

A lente 18-55 milímetros é uma das mais baratas e serve para fazer diversos tipos de fotos: paisagens, pessoas, objetos, macro fotografia, etc. Justamente por isso, ela é ótima para quem deseja aprender a fotografar ou para quem já sabe e deseja se aprimorar.

É normal que muitos fotógrafos iniciantes ainda se atrapalhem um pouco na hora de utilizá-la.  Pensando nisso, e nos diversos modos de fotografia que a lente 18-55 mm propicia, preparamos algumas dicas para você caprichar no seu trabalho.

Como usar a lente 18-55 mm?

A lente de 18-55 mm tem alcance de ângulos amplos e reduzidos, além de estabilizador de imagem de quatro pontos (conforme a máquina fotográfica), e elementos de objetiva para controlar a distorção.

Vamos ver como utilizá-la, conforme cada situação:

1 – Fundo desfocado com a lente 18-55 mm

Lente 18-55 mm - Fundo desfocado  (Bokeh)
Lente 18-55 mm – Fundo desfocado (Bokeh)

O nome técnico deste efeito é Bokeh, e consiste em desfocar o fundo e deixar o primeiro elemento em destaque. Para conseguir este resultado, é preciso deixar a lente em 55 mm e uma certa distância (zoom) do objeto a ser fotografado. Você notará que quanto maior for a distância, mais desfocado o fundo ficará.

2 – Retratos perfeitos com a lente 18-55 mm

Em muitos retratos é comum haver distorções e outras falhas por conta da proximidade errada da câmera. Para corrigir esse erro, é recomendável deixar a lente entre 35 e 55 mm, mantendo um espaço de 60 cm com relação à imagem alvo da fotografia.

Uma observação: quando o fotógrafo abre mão do foco automático e utiliza o manual, ele possui maior controle sobre a qualidade de imagem e portanto, o resultado será mais satisfatório.

» Dicas de composição na fotografia

3 – Registro de paisagens com a lente 18-55 mm

Para registrar belas imagens, é necessário utilizar aberturas mais estreitas, como f/22 em paisagens com um tema central. Desta forma, o foco será ainda mais preciso no ponto que se deseja registrar, sem prejudicar a profundidade da cena.

Não importa se a paisagem tenha apenas um plano, o ideal é que haja profundidade e portanto, todos os registros precisam de aberturas maiores, como a f/22.

4 – Iluminação das fotos

A macro fotografia é uma opção de efeito que a lente 18-55 mm oferece, no entanto, a abertura do diafragma estreita, prejudica a nitidez da imagem. Para estes casos, é recomendável o uso do flash que muitas câmeras já trazem embutido, ou também, os flashs adaptáveis, que proporcionam muito mais luz sobre o objeto a ser fotografado.

» Dicas de iluminação para fotografias – natural e em estúdio

5 – Longa exposição

Lente 18-55 mm - Longa exposição.
Lente 18-55 mm – Longa exposição. Image by rawpixel.com

Sabe aquelas fotos noturnas, cujos faróis dos carros parecem feixes de luzes fazendo  desenhos no escuro? Pois bem, esse efeito também é possível com as lentes 18-55 mm, por meio de uma abertura mínima constante de f/3.5 no diafragma e um zoom cuja capacidade grande angular que garantem um espetáculo na foto.

Vale a pena praticar bastante com essa lente, antes de investir em lentes melhores e mais potentes. Para quem quer começar ou se aprimorar, as lentes 18-55 mm já garantem ótimos resultados.

Bora praticar!