A direção na fotografia de casamentos é encarada por muitos fotógrafos como um bicho de sete cabeças. Muitos fotógrafos ficam receosos de pedir poses e até mesmo de deixar os casais inseguros e ansiosos demais.

Para facilitar o trabalho destes profissionais, e permitir que o trabalho flua normalmente, seguem 3 dicas de ouro que não podem ser ignoradas:

Direção na fotografia de casamentos

Dica 1: Conheça a fundo o casal!

Uma das melhores formas de conhecer a fundo o casal é procedendo com uma espécie de entrevista. Caso prefira algo mais tranquilo, envie a eles um questionário por e-mail, com perguntas sobre eles, a fim de preparar a sessão de fotos com mais cuidado.

Perguntas do tipo:

– Como vocês se conheceram?

– O que sentiram quando se viram pela primeira vez?

E então, permita que acessem seus sentimentos e voltem no tempo, buscando referências e lhe entregando tudo que precisa para preparar o planejamento da sessão.

Dica 2: Um briefing antes do ensaio 

Nunca, nunca, nunca chegue na hora do ensaio e já comece a fotografar. Sabe por quê? Porque muitos casais, certamente, jamais passaram por uma sessão de fotos. Neste instante, eles ficarão nervosos, ansiosos, e não terão ideia do que devem ou não fazer na hora de posar.

Este nervosismo e insegurança é algo que as câmeras também captam.

Por isso, pelo menos 40 minutos antes, é recomendável sentar-se com o casal e planejar como deverá ser a sessão de fotos, apresentando ideias e possibilidades que os agrade, e claro, sempre com muito carisma e bom humor, para deixá-lo à vontade.

O carisma é um grande fator na hora da sessão de fotos, porque desinibe o casal. Mais à vontade, os noivos se tornam próximos do fotógrafo e as fotos ficam muito melhores.

» Por que fazer um briefing de fotografia com o cliente?

Dica 3: Linha do tempo é tudo!

Além de buscar saber tudo o que for possível sobre a vida do casal, a fim de conhecê-lo melhor, é hora de explorar os fatos que eles lhe narram para utilizar a técnica da “Linha do Tempo”

A técnica consiste em fazer com que o casal acesse suas memórias, relembre a sua história de vida através das memórias ou faça projeções para o futuro.

Viajar pelo passado permite relembrá-los de todos os momentos que lhe foram importantes. Isto gera muito mais sorrisos, em vez de “implorar” para que o casal fique à vontade diante das lentes.      

Não imponha ao casal poses e condições que eles não aceitem. Muitas vezes, o fotógrafo lhes impõe condições e certas poses que ele acredita que sejam fáceis e tranquilas de serem feitas, mas no final das contas, acabam sendo incômodas, inoportunas.

Cada um tem um gosto e uma preferência.

Com essas dicas, é possível fazer um trabalho muito bom, tranquilo e que vai transparecer toda felicidade do casal em um momento tão importante e tão valioso. Cabe ao fotógrafo preparar o ambiente da forma mais adequada, para que o casal possa desfrutar o melhor e mais plenamente possível este momento.

Experimente e veja como dará certo!