A fotografia é uma paixão para muitos. Alguns, desde muito jovens, se interessam em buscar “a foto perfeita”. Outros, têm o despertar deste amor um pouco mais tarde, o que não interfere em nada na valiosidade  e riqueza dos seus trabalhos. As dicas de fotografia para iniciantes são sempre válidas, seja qual for a idade e os motivos desta procura.

Contudo, dentre algumas dicas de fotografia para iniciantes, uma das mais importantes diz respeito à Fotometria.

A fotometria é o equilíbrio da luz na foto, para que o registro fique perfeito. Para que se alcance este equilíbrio perfeito, é necessário entender e ajustar três itens importantes: diafragma, obturador e ISO. Vejamos um pouco de cada um deles:

Diafragma

Primeiro, o DIAFRAGMA. Este está localizado na lente da câmera e tem a função de regular a quantidade de luz que entrará na câmera, no instante da foto. Esta luz, por sua vez, passará pelo obturador, atingindo o sensor de luz e, finalmente, reproduzirá a imagem da forma perfeita que se quer.

Contudo, para que isso ocorra, a abertura do diafragma deverá ser controlada entre pouca ou muita, sendo representada pela letra “f”. Quanto mais próximo de 1 for o símbolo, mais aberto estará o diafragma e mais luz será registrada na foto. Quanto maior o número que acompanha o símbolo, menos luz entrará na câmera.

Obturador

Ao contrário do diafragma, que regula o tamanho da entrada de luz, o OBTURADOR, por sua vez, regula o tempo em que a luz será projetada na câmera. Ele fica localizada sempre à frente do sensor de luz.

Assim, quanto maior for o tempo que o obturador estiver aberto, mais iluminada estará a foto. Quanto menor o tempo, mais escura a foto. 

Como o obturador determina o tempo de exposição da luz nas fotos, ele é crucial tanto para fotos onde seja necessário capturar movimentos em frações de segundos, quanto para exposições maiores.

Por exemplo, quando um atleta dá um salto: tempo de exposição menor para capturar uma fração de segundo. Agora, quando se quer capturar o rastro das luzes em uma avenida, à noite, o obturador ficará aberto por um tempo maior, de forma a registrar o rastro das luzes ou elementos em movimento.

» Como montar um estúdio fotográfico em casa?
» Por que fazer um briefing de fotografia com o cliente?

ISO

O ISO, por sua vez, diz respeito à sensibilidade do sensor à luz. Quanto maior o ISO, maior será a capacidade de captar a luz do ambiente e registrá-la na foto. Este é um elemento importantíssimo na fotometria, porque cuida da qualidade da iluminação e da tonalidade das cores na hora de registrar a foto.

Se houver uma sensibilidade muito alta, a foto ficará “granulada”, de forma que dizemos que o registro da foto está “poluído”. Por que a foto fica assim? Porque com a sensibilidade muito alta, a câmera entende que é necessário compensar a falta de luz, forçando ainda mais o sensor.

A princípio, estas são três dicas básicas que devem ser praticadas sempre por quem ama fotografia. O equilíbrio destes três elementos já garantirá fotos maravilhosas.