A gestão para fotógrafos é um tema que ainda causa muita confusão, com um grande número de profissionais ainda cometendo erros bastante comuns quando o assunto é gestão.

Para muitos, o mais importante é fazer fotos de alta qualidade para agradar aos clientes e conseguir mais trabalho, mas ser fotógrafo vai muito além disso.

Aqueles profissionais que não trabalham para uma empresa e, ao contrário, possuem o seu próprio negócio precisam entender como geri-lo.

Apenas com o entendimento de que a fotografia é realmente um negócio é que vai permitir que eles possam obter o sucesso esperado para, além de fazer boas fotos, conseguir mais clientes e fechar as contas do mês.

Por isso, pensamos em trazer aqui esse artigo falando sobre quais são os erros mais comuns cometidos pelos fotógrafos na gestão do negócio deles.

Quer saber mais a respeito desse tema? Então não deixe de acompanhar esse texto até o final!

Eles limitam a fotografia apenas a prestação de serviços

Todo fotógrafo presta um serviço, seja fotografando uma família ou um evento completo, mas o grande erro é que a maior parte dos profissionais não oferece nada a mais para os clientes.

Ou seja, eles limitam-se apenas a prestar o serviço, que é o que todo mundo já faz no mercado, então fica difícil obter sucesso com o negócio se você não se diferencia.

Uma dica para aumentar bastante o faturamento da sua empresa é estar oferecendo produtos aos clientes, o que ajuda, inclusive, a agregar mais valor ao seu trabalho.

Esses produtos podem ser álbuns ou ainda quadros personalizados para os clientes, por exemplo, incentivando-os a adquirir além do serviço de fotografia.

Aliás, ainda é possível fazer a oferta e a venda desses produtos sem que seja preciso realizar um ensaio novo, podendo usar as fotos de alguém que já fez fotos anteriormente com você.

A dica de ouro é se diferenciar, oferecer algo além da realização da fotografia, oferecendo algo inovador ao cliente, sendo sempre algo, é claro, que você perceba que eles necessitem.

Fazer a divulgação desses diferenciais e conseguir vender mais vai permitir que você possa conseguir mais vendas para seus clientes antigos e ainda atrair novos, o que ajudará bastante a aumentar o lucro do seu negócio.

Gestão para fotógrafos exige bom senso

Muitos fotógrafos cometem um erro que é bastante comum ao tentar gerir um negócio de fotografia: eles não possuem senso.

Você apenas conseguirá ter um negócio com resultados positivos e que seja bem administrado quando possui senso para tomar decisões certas e racionais.

O que ocorre é que muitos profissionais acabam escolhendo caminhos errados e tomam decisões desesperadas com o intuito de tentar obter bons resultados, quando, na verdade, elas não fazem nenhum sentido lógico, e muitas vezes atrapalham a evolução do negócio.

Jamais tome as decisões do seu negócio apenas “fazendo aqui e vendo no que dá”, pois isso não leva nenhum fotógrafo a conseguir resultados e, definitivamente, não é algo que funciona.

Por exemplo, você não deve alugar ou construir um estúdio se tem poucos recursos e uma caderneta com poucos clientes, pois isso apenas vai acabar gerando custos fixos com os quais não é possível lidar.

Quando você dá um passo maior que a perna e a conta passa a não fechar, então isso acabará lhe trazendo mais problemas do que soluções.

Portanto, sempre antes de tomar a sua decisão, reflita se aquilo vale ou não a pena, se faz ou não sentido para aquele momento.

Focar apenas na criatividade do trabalho

A criatividade está diretamente relacionada com a profissão de fotógrafo, por isso essa afirmação pode parecer estranha.

O padrão criativo dos fotógrafos deve ter como foco sempre melhorar o trabalho, ou seja, tirar fotografias com muita qualidade estética.

O grande problema passa a ser quando o foco não vai para esse lado, quando o fotografo tem dificuldade de olhar para o seu lado vendedor e de marketing do negócio.

Se você quer realmente viver da fotografia, então deve saber vender para conseguir dinheiro para pagar as contas que surgem e também para obter lucro na sua empresa.

Portanto, não basta apenas ter criatividade para as fotos, você precisa focar em construir um negócio sólido, de sucesso, para que assim possa ter sempre mais clientes e, consequentemente, possa conseguir vender mais trabalhos.

Ao perceber que ter um negócio de fotografia é muito mais do que apenas criatividade, você finalmente poderá conseguir os resultados esperados.

Eles não têm cuidado com as suas finanças

Mulher preocupada com suas finanças

Todo mundo que inicia no mundo da fotografia deseja realizar um sonho de conseguir fazer trabalhos que sejam incríveis, para assim encantar os seus clientes.

Entretanto, você só poderá continuar a trabalhar com fotografia se tiver ganhando dinheiro para manter a empresa saudável financeiramente.

Por isso é que a gestão para fotógrafos é tão importante, porque ensina você a conseguir cuidar das suas finanças pessoais e profissionais.

O fotógrafo que não tem cuidado com o lado financeiro não tem a mínima ideia se consegue obter algum tipo de lucro, o que logo faz com que ele não possa aumentar o seu preço.

Quando isso ocorre, então o profissional ficará “empurrando com a barriga” o seu negócio para sempre, esperando que um milagre aconteça para que assim possa fazer sucesso para ganhar dinheiro de verdade.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é necessário ser um gênio da economia ou da matemática para conseguir cuidar das finanças do seu negócio.

Como começar a cuidar das finanças e melhorar a gestão para fotógrafos?

Primeiramente, você precisa saber quanto entra de dinheiro na sua empresa e quanto sai, para assim descobrir se está tendo prejuízo ou lucro.

Isso implica listar todos os gastos variáveis e fixos do mês, quanto você deseja faturar e quanto está faturando.

Com essas contas básicas, você então entenderá o que é preciso fazer para eliminar os custos desnecessários e aumentar a lucratividade do negócio ao final de cada mês.

Se você realmente acha que não é possível colocar isso em prática, seja por não ter nenhum conhecimento ou interesse em aprender, ou ainda por falta de tempo, então uma dica é terceirizar esse serviço (mas isso vai gerar custos).

A grande questão é que nenhum fotógrafo pode se dar ao luxo de achar que pode ter um negócio de sucesso se não acompanha de perto o faturamento dele.

Isso apenas vai fazer com que você acabe dando descontos em serviços ou cobrando valores abaixo do mercado para o trabalho que faz.

Conclusão

Como você viu, todo fotógrafo que começa um negócio deve saber exatamente o que fazer para evitar problemas financeiros e acabar não conseguindo exercer o trabalho que tanto ama.

Neste texto, mostramos a você aqueles erros mais comuns que são cometidos pelos fotógrafos ao fazer a gestão de um negócio, principalmente os iniciantes.

Dessa forma, você vai poder saber o que não se deve fazer na gestão para fotógrafos, aumentando a chance de obter sucesso no seu negócio.

» Os erros mais comuns dos fotógrafos iniciantes