Quando um fotógrafo fecha um negócio, ele deve fazer um briefing de fotografia com o cliente. Independentemente se é um iniciante ou especialista, o profissional precisa entender quais são as vontades do contratante para entregar um bom trabalho.

A seguir, explicaremos o que é esse procedimento e quais são as vantagens de fazê-lo para que você seja capaz de tirar fotos que encantem, cada vez mais, seus compradores.

O que é o briefing

Ele é o primeiro passo que o fotógrafo deve dar depois de fechar uma sessão de fotos. O briefing é um conjunto de informações sobre o trabalho, que deve ser coletado em uma reunião com o cliente.

Então, o que (ou quem) será fotografado, o local, a data da sessão e, principalmente, qual é o objetivo das fotos são decisões que têm que ser tomadas nesse momento. Também serão combinados termos de contrato, como o prazo de entrega e o preço a ser cobrado.

Para saber qual é a finalidade das imagens, há certos questionamentos que o profissional pode fazer para colher esse dado do contratante. Mesmo que seja uma pessoa que está acostumada a fazer negócios com você, siga essas etapas e faça as questões para garantir que tudo sairá como imaginado.  

Pergunte se é um ensaio pessoal ou para uma empresa, qual é a reação que ela deseja causar nos indivíduos que virem o trabalho e em quais plataformas e redes sociais o serviço será mostrado. Dessa forma, o fotógrafo será capaz de decidir em qual resolução fazer as fotos e qual preço cobrar pela atividade. Veremos outros benefícios de fazer o briefing no próximo tópico!

Vantagens de fazer um briefing de fotografia

Após fazer o briefing com o cliente, o seu serviço ficará bem mais fácil! Com certeza essa é uma vantagem que a coleta de dados pode trazer. Como foi dito, será mais simples para estabelecer um preço e o tamanho dos produtos.

Saber o local com antecedência também é um ponto muito positivo para o fotógrafo, porque ele conseguirá compreender qual tipo de luz utilizar e até pensar em possíveis pontos para fazer as imagens. As ideias podem ser compartilhadas com o comprador e, assim, o trabalho vai ganhando forma.

Ainda, quando se tem o conhecimento do objetivo da sessão, é possível buscar referências e trocar uma ideia com o cliente. Dessa maneira, o profissional pode testar alguns conceitos e ver o que agrada quem o empregou. Lembre-se que o propósito aqui é encontrar inspiração e analisar o que pode funcionar nesse serviço específico. Não copiar o que já foi realizado por outro fotógrafo, certo?

Por último, temos a principal vantagem: obter o resultado esperado. Com tudo combinado anteriormente e seguindo o que foi pedido, as suas fotos encantarão o contratante. Sendo assim, o seu trabalho não precisará ser editado ou refeito. Além disso, ele possivelmente será indicado para terceiros.

» Como fazer um contrato de fotografia
» Quanto cobrar no mercado fotográfico?

Agora que você já sabe o que é o briefing de fotografia e qual é a importância de fazer um com o seu cliente, quer descobrir mais dicas para quem trabalha como fotógrafo? Acompanhe o blog da Youfocus!