Quanto cobrar na fotografia? Este é o pensamento de quase todo fotógrafo quando chega um pedido de trabalho. Seja um casamento, uma festa de aniversário (debutante), book de gestante, casal, criança, enfim, a dúvida logo surge e se torna uma dor de cabeça.

Vejamos 3 dicas importantes para observar ao precificar este trabalho.

Quanto devo cobrar na fotografia?

1 –  Verifique os custos fixos e variáveis

Mesmo que um fotógrafo esteja apenas começando, é necessário listar, na ponta do lápis, todos os custos fixos e variáveis do seu negócio. Até mesmo um fotógrafo freelancer, que ganhe por trabalhos encomendados, tem seus custos diários, fixos e variáveis e precisa cobri-los.

Transporte, aluguel, material de trabalho, telefone, hospedagem, contas de água, luz e telefone, encargos e funcionários, hospedagem de site e outros, são alguns exemplos de custos.

Esses valores precisam ser somados e acrescidos ao valor que tem a sua mão de obra.

2 – Custos da mão de obra

Dependendo do tipo de fotografia que se peça, pode ser necessário um tempo maior de preparo, investimentos em tecnologia e lentes apropriadas, além de iluminação adequada, locação, figurino, maquiagem, impressão fotográfica e outros.

Cada tipo de fotografia envolve riscos e determinados investimentos. O tipo de equipamento usado muda bastante em alguns casos, às vezes você precisa contratar um ajudante, também é necessário ficar várias horas no local e assim por diante.

Portanto, quanto mais elaborada for a sessão fotográfica e mais recursos exigir, maior deve ser o preço cobrado do cliente.

Outro detalhe importante: Se a fotografia for feita em estúdio, a situação é bem diferente da que é feita em local externo, onde o fotógrafo se expõe a um sol muito forte ou a uma chuva inesperada.

3 – Pesquise o mercado de fotografia

Photo by Ali Hajian on Unsplash

Verifique os preços praticados pela concorrência, a fim de estabelecer um valor competitivo, que não seja injusto nem com o mercado e muito menos com o profissional.

Os métodos de cobrança mais comuns na fotografia são:

HORA

São levadas em consideração as horas usadas para desenvolver o trabalho, não apenas no que diz respeito ao fotógrafo tirar as fotos, mas também ao tempo que levará para editá-las e prepará-las para impressão ou entrega imediata.

PACOTE

Muitos fotógrafos cobram pela quantidade de fotos tiradas em um único pacote. Por exemplo, 200 fotos. Esse valor tem pequenas oscilações no mercado, podendo ser necessário incluir algum benefício a mais aos clientes, como descontos especiais, uma certa quantidade de fotos ampliadas ou gratuitas e, talvez, um estojo de álbum como brinde.

PROJETO

Aqui, o profissional deverá levar em consideração as necessidades de cada projeto para montar o orçamento. É quando o fotógrafo analisará, passo a passo, o que o trabalho vai exigir e qual será o valor melhor para isso.

Lembre-se de que a maior propaganda de um fotógrafo são os seus clientes. É necessário entregar cada trabalho sempre com total qualidade, afinal, ela ajudará a valorizar cada vez mais o nome do profissional e até a criar um conceito que seja sempre procurado.